FANDOM


As Valquírias são as guerreiras femininas responsáveis por levar os guerreiros a Valhalla após as suas mortes no reino mortal. Uma das Valquírias é descrita como tendo um lindo e longo cabelo trançado, e carrega uma espada brilhante e um escudo.

Mitologia nórdica

As valquírias ou valkirias (nórdico antigo: valkyrja, lit. "a que escolhe os mortos"), na mitologia nórdica, são dísir, deidades femininas menores que serviam Odin sob as ordens de Freia. O seu propósito era eleger os mais heróicos guerreiros mortos em batalha e conduzi-los ao salão dos mortos, Valhalla, regido por Odin, onde se convertiriam em einherjar. A escolha servia metade daqueles que morriam em batalha (a outra metade seguia para o campo de Freyja, na vida após a morte, denominado Fólkvangr). Odín precisava de guerreiros para que lutassem a seu lado na batalha do fim do mundo, Ragnarök. A sua residência habitual era Vingólf, situado próximo de Valhalla. O dito salão contava com quinhentas e quarenta portas por onde entravam os heróis derrotados para que as guerreiras os curassem, deleitando-se com a sua beleza e onde também "serviam hidromel e cuidavam da louça de barro e vasilhas para beber".[1] Estas surgem também como amantes de heróis e outros mortais, em que, por vezes, são descritas como filhas da realeza, ocasionalmente acompanhadas por corvos, e de vez em quando incorporadas a cisnes ou cavalos.

Na série God of War

As Valquírias são servas de Odin, ordenadas a escolher metade dos guerreiros mortos em batalha para levá-los a Valhalla, onde todos os guerreiros lutam e banqueteiam até o dia do Ragnarök. Se um guerreiro recusar o chamado da Valquíria e a atacar, ele será queimado pela intensidade da luta e será condenado a vagar eternamente pelo reino mortal, sendo conhecido como Draugr.

God of War (2018)

As Valquírias encontradas no jogo foram corrompidas por uma maldição. Cabe a Kratos e Atreus derrotá-las, a fim de quebrar essa maldição. Mais tarde, é revelado que esta maldição fora lançada por Odin para se vingar de Freya, que havia abandonado-o. A maldição força as Valquírias a permanecer em uma forma física, o que é um estado não natural para elas. A permanência prolongada em uma forma física leva as Valquírias à insanidade, e a única maneira de libertá-las é matando a forma física. A Rainhas das Valquírias, Sigrun, foi forçada a trancar as Valquírias para evitar que a insanidade delas causasse destruição desnecessária.

Missão secundária

As Valquírias são uma missão secundária do jogo e existem nove locais diferentes para encontrá-las. Os primeiros oito locais são revelados após a conclusão da história principal, mas ainda podem ser acessados através da descoberta. Você também precisará do Cinzel para destravar a Câmara Oculta de Odin e seis das Valquírias, este ítem é obtido durante a história. Recomenda-se completar a campanha principal antes de lutar contra elas, pois são guerreiras poderosas.

A localização da nona Valquíria só pode ser acessada depois de você derrotar as outras oito e levar seus capacetes para o Conselho das Valquírias, no lado norte do Lago dos Nove. Isso invocará a Rainha das Valquírias.

Cada valquíria em God of War tem seu próprio estilo de luta e você precisa se adaptar a ele. Todos elas têm alta resistência, sendo resistentes a fogo, gelo, choque, enfraquecimento e raiva. Prepare-se para uma luta longa e prolongada.

As Valquírias

Gunnr

Gunnr usa uma lâmina, e sua especialidade é usar suas asas e foice para lutar contra você e cortá-lo. Ela tem quatro ataques normais e está localizada em uma Câmara Oculta de Odin perto do Cadáver de Thamur, em Midgard.

Geirdriful

Geirdriful é uma Shoky Valkyrie localizada em uma Câmara Oculta de Odin no The Foothills em Midgard. Ela pode causar uma erupção de gelo (um ataque de área). Ela também é capaz de lutar corpo a corpo (mas não é tão devastadora quanto a Róta) e lançar diferentes tipos de projéteis.

Eir

Eir é uma Valquíria defensora localizada na Montanha, em Midgard. Ela usará suas asas e escudo para bloquear seus ataques e usar sua clava para atingí-lo com uma onde de poder, além de cegá-lo com a luz. No ar ela, vai usar sua foice e correr em sua direção.

Kara

Ela é uma Valquíria invocadora, localizada na Câmara Oculta de Odin perto do Vale do Rio, em Midgard. Ela pode ser a valquíria mais fácil do jogo e lutar contra ela é uma boa maneira de verificar se você tem o equipamento necessário para atacar as outras. Ela utiliza espinhos e projéteis em forma de disco extremamente velozes. Ela também é a única Valquíria que convoca Draugr para ajudá-la em combate.

Róta

Rota é uma Valquíria lutadora, localizada em uma Câmara Oculta de Odin em Helheim. Ela gritará antes de se lançar contra você para atacá-lo e causar dano pesado, seja pela frente ou por cima. Ela tem um ataque giratório adicional que ela carrega antes de lançá-lo em sua direção.

Olrun

Olrun é um Valquíria esquivadora localizado em Alfheim. Ela é uma das valquírias mais rápidas e tem muitos movimentos que não podem ser bloqueados e que podem causar grandes danos. Ela gira para lançar várias penas em você, correr até você para girar ou atacar normalmente. Ela também pode cair do céu em você da mesma maneira que Róta. Como ela é muito ágil, você terá dificuldades para tocá-la. Prepare-se para uma longa batalha, se você não tiver o dano necessário para acabar com ela.

Göndul

Ela é uma valquíria de fogo que é o foco principal do Julgamento VI (o cume do vulcão) em Muspelheim. Ela pode atacar causando erupções de lava na arena. Seus ataques de fogo explodem e deixam fazem Kratos pegar fogo temporariamente. Ela também usa alguns dos outros movimentos das valquírias, como: agarrá-lo ao cair do céu, um ataque de área e bater diretamente com uma clava, girando e correndo para o jogador depois de se esquivar de um ataque.

Hildr

Ela é uma valquíria de gelo que está localizada dentro do labirinto de Niflheim. Ela pode atacar lançando uma série de fragmentos de gelo, que causam dano de Gelo. A batalha contra ela ocorre dentro da névoa amaldiçoada.

Sigrun, a Rainha das Valquírias

Ver também: Sigrun

Sigrun, as Rainha da Valquírias, pode ser enfrentada no Conselho das Valquírias, uma vez que todas os outros oito capecetes das Valquírias forem colocados nos tronos no local. Após fazer isso, uma Fenda do Reino aparecerá no centro do local. Interagir com esta Fenda iniciará imediatamente a batalha contra a Rainha.

Ela tem todos os movimentos que as outras oito guerreiras têm, com excessão da habilidade de invocação. Além disso, todas as suas habilidades são mais fortes e causam mais danos do que suas outras Valquírias. A batalha é difícil porque ela é imprevisível e pode matá-lo em um único golpe, mesmo nas dificuldades mais baixas.

Derrotá-la lhe concederá o troféu "Seletoras dos Mortos".

Curiosidades

  • A palavra "valquíria" vem do nórdico antigo "valkyrja", que significa "seletora dos mortos".
  • Apesar de ser rotulada como a rainha das Valquírias, Freya na verdade não tem nenhuma associação com elas. Os mortos seriam divididos entre Odin e Freya, metade indo para cada um, e aqueles dados a Odin seriam escoltados para Valhalla e atendidos pelas Valquírias. Aqueles dados a Freya iriam a Folkvangr.
  • Sigrun mais tarde renasceu como Kara no poema "Helgakviða Hundingsbana", mas aqui elas são duas Valquírias diferentes.
  • Na lenda, Gunnr é a Senhora da Guerra. Ela apareceria logo após o final de qualquer conflito, grande ou pequeno, como a primeiro a chegar e buscava almas dignas de irem para Vahalla. Essa era considerada uma tarefa horrível, mas fazia-a com orgulho. Seu julgamento dos mortos era inigualável e um recurso inestimável para Odin, tornando-a, assim, uma de suas favoritas.
  • Nas lendas, Geirdriful é mestre de armas em Vahalla. Sua responsabilidade é treinar e armar o einherjar de Odin, seu exército pessoal para quando o Ragnarok vier. É dito que ela se ocupava muito treinando eles.
  • Nas lendas, Eir é conhecida como A Curadora, uma coisa estranha entre as Valquírias, pois Eir era muito quieta e calma. Onde suas irmãs eram violentas, Eir era gentil, curando mortais e deuses.
  • Nas lendas, Kara era frequentemente chamada de Tempestade Selvagem personificada. Era calma e concatenada em um momento e, em outro, soltava sua fúria. Diziam que as lágrimas dela limpariam os campos de batalha encharcados de sangue.
  • Nas lendas, Róta é uma Seletora dos Mortos, onde, assim como Gunnr e Skuld, ela supervisiona o julgamento dos caídos, certificando-se de que os dignos entrem em Vahalla e que Hel não se encha de almas.
  • Nas lendas, Olrun era filha de um chefe, a quem ela morreu protegendo. Uma vez que ela foi escoltada para Vahalla, Olrun decidiu dedicar-se à busca do conhecimento acima de tudo, o que era estranho entre os habitantes banqueteiros, festeiros e escandalosos de Vahalla. O próprio Odin se identificou com Olrun e sua busca obstinada por conhecimento, assim, a designou como historiadora residente das Valquírias.
  • Nas lendas, Göndul era considerada uma das Valquírias mais belas. Conhecida por sua habilidade com as palavras, sua sagacidade afiada e sua figura tão estonteante que deixava os homens literalmente insanos. Assim, Odin proibiu-a de entrar em Midgard depois de algum tempo, pois a insanidade não é um traço bem-vindo em Vahalla.
  • Nas lendas, Hildr é a Senhora da Batalha. Ao contrário de suas irmãs, com quem ela não se dá bem, Hildr se dava muito bem com o Pai de Todos. Hildr passava a maior parte do tempo em Midgard, observando a discórdia entre os vivos e às vezes causando-a também. Por ela viver pelo conflito, muitos pensavam que ela era o conflito personificado.

Galeria